quarta-feira, 21 de junho de 2017

Nós

Passeio pelos teus olhos
Negros como aquele rio
Repouso em ti meus dedos
Sinto do vento o arrepio

No escuro do teu rio
Molho minha calma
Seco minha alma
O meu calor esfrio

E no colo do teu riso
Deito feito um laço
Balanço feito guizo
Me refaço num abraço

Em ti sou mais eu
Em mim sou mais tua
Sob teus olhos breu
Estou sempre nua

Teus passos me seguem
Tua boca me molha
Entreolhares me fervem
Teu toque me devora

A pressa da tua saudade
Afasta meu medo de maldade
Aproxima teu amor do meu peito
Me entrego a ti, lar perfeito

Nenhum comentário:

Postar um comentário